Os futebolistas do Racing de Santander, da Liga espanhola, denunciaram a existência de verbas por liquidar a 11 atletas, três meses após o indiano Ahsan Ali Syed ter assumido o controlo do clube.

O “capitão” Pedro Munitis distribuiu um comunicado do plantel em que se lamenta o facto de continuarem por regularizar 1,7 milhões de euros relativos à época anterior.

Os 11 futebolistas lesados pediram uma prova do prometido pagamento e foi-lhes mostrada uma ordem de transferência bancária datada de 13 de abril, mas o dinheiro ainda não terá caído nas suas contas.

«Queremos continuar a dar prioridade ao desporto, como acontece desde o início da época», avisou Munitis, prometendo a continuação de uma atitude competitiva do Racing de Santander, 15.º classificado com 37 pontos, ainda perto dos lugares de descida.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.