Os jogadores e a equipa técnica do Maiorca aceitaram reduzir os seus salários para limitar os prejuízos do clube, devido à pandemia de covid-19, disse Graeme Le Soux, conselheiro da equipa da liga espanhola de futebol.

"Todo o mundo está a sofrer neste momento e todos percebem o facto de que as coisas não podem seguir como dantes. Analisámos como poderíamos mitigar o prejuízo financeiro do clube e a verdade é que não quebrámos a harmonia [dentro do clube]. A palavra solidariedade apareceu muito nas conversações", disse o inglês, citado no site da equipa.

O ex-futebolista garante que o objetivo financeiramente "é tentar gerir bem os recursos no que resta da temporada", assegurando, que apesar da crise causada pela covid-19, o clube conseguiu "lidar bem com as grandes mudanças que ocorreram".

O dérbi entre Sevilha e Bétis assinala em 11 de junho o recomeço da época 2019/20 da Liga espanhola de futebol, três meses após a sua suspensão devido à pandemia da covid-19.

Entre 06 e 08 de março disputou-se a última jornada da competição, que é liderada pelo campeão FC Barcelona, com mais dois pontos do que o rival Real Madrid, enquanto o Sevilha é terceiro, a 11 pontos da frente.

No regresso, o Maiorca, na 18.ª posição, primeira em zona de despromoção, vai receber o FC Barcelona.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.