O Las Palmas recuperou hoje de uma desvantagem de três golos, em 14 minutos, para empatar com o Celta de Vigo, em encontro da 10.ª jornada da Liga espanhola de futebol.

Na visita a Las Palmas de Gran Canaria, o Celta teve a vitória na mão, mas deixou-a escapar, após ter chegado ao intervalo ao vencer por 3-0.

O festival galego começou aos seis minutos, com o golo do dinamarquês Daniel Wass, que já passou pelo Benfica, e prosseguiu com o ‘bis’ de Iago Aspas, aos 14 e 21.

A liderar por 3-0, o Celta de Vigo voltou mais relaxado do intervalo e viu o seu excesso de confiança punido logo aos 52 minutos, quando Pedro Bigas reduziu.

O ‘pesadelo’ da equipa de Vigo só estava a começar: aos 65 minutos, Sergio Gómez agarrou um adversário na área e foi expulso, por acumulação de amarelos, entregando uma grande penalidade aos homens da casa, que Jonathan Viera (66 minutos) não desperdiçou.

Dois minutos depois, coube ao ganês Kevin-Prince Boateng completar a recuperação da equipa canária, que segurou o empate até ao apito final.

Com o empate de hoje, o Celta de Vigo atrasou-se na luta pelos postos europeus, sendo nono, com 14 pontos, mais um do que o Las Palmas, que é 10.º.

Antes do jogo em Gran Canária, já o Athletic de Bilbau se tinha fixado no sétimo posto da tabela, ao empatar 1-1 em casa com o Osasuna.

Os bascos viram Oriol Riera marcar para os visitantes, aos 23 minutos, e já só conseguiram o empate, através de Raul García, cinco minutos depois.

Com o resultado de hoje, o Athletic passa a somar 16 pontos, enquanto o Osasuna é cada vez mais penúltimo, com sete.

Por seu lado, o Espanyol, do ex-Benfica Quique Flores, foi a Sevilha vencer o Bétis pela margem mínima, com um golo do central mexicano Diego Reyes, jogador ligado ao FC Porto, aos 62 minutos.

O Espanyol superou, assim, os andaluzes na classificação, ultrapassando-os na luta pelo 12.º lugar. No entanto, ambas as equipas somam 11 pontos, após 10 jornadas.

No primeiro jogo do dia, o Villarreal sofreu a primeira derrota na prova, depois de cinco triunfos e quatro empates, ao cair por 2-1 no reduto do Eibar.

A formação forasteira marcou primeiro, aos 41 minutos, num penálti de Bruno Soriano, mas os últimos 10 minutos foram fatais, com Ramis a restabelecer a igualdade, aos 80, e Pedro León a selar a reviravolta, aos 87.

Com este resultado, o Villarreal perdeu a hipótese de ascender ao segundo posto, em igualdade com o campeão FC Barcelona, e ‘tombou’ para quinto, com 19, a cinco do líder Real Madrid, agora a única equipa invicta.

Os ‘merengues’ (4-1 no reduto do Alavés, com ‘hat-trick’ de Cristiano Ronaldo) lideram, com 24 pontos, contra 22 do FC Barcelona (1-0 ao Granada) e 21 de Atlético de Madrid (4-2 ao Málaga) e Sevilha (1-1 em Gijón).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.