Depois de ter marcado, aos 88 minutos, o golo que permitiu ao Atlético Madrid virar o marcador na receção ao Osasuna e continuar a depender apenas de si para conquistar a Liga espanhola 2020/21, Luis Suárez reconheceu que a época tem sido de muito sofrimento, apesar de poder acabar em sucesso.

"Sei bem que o sofrimento é o lema do Atlético Madrid. Portanto, quando assinei, sabia que ia sofrer, mas não imaginava que teria de sofrer tanto", afirmou no final da partida.

Diego Simeone, treinador dos colchoneros, por seu lado, elogiou o uruguaio, mas lembrou também a importância da entrada do português João Félix em campo. "Quem melhor do que Suárez para resolver um jogo? O João Félix também fez um grande passe para o Lodi! Ainda temos outra final!", sublinhou.

Suárez, contratado no início da temporada ao Barcelona, leva 20 golos em 31 jogos pelo Atlético na presente edição da La Liga. À entrada para a derradeira jornada da prova, o emblema madrileno lidera a classificação com mais dois pontos do que o vizinho e rival Real Madrid. Na última ronda vai visitar o Valladolid e, em caso de vitória, garante automaticamente o seu primeiro título de campeão espanhol desde 2014.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.