À chegada a Barcelona, após ter representado a Argentina nos dois jogos da qualificação para o Mundial 2022, Lionel Messi foi confrontado com as declarações do antigo representante do colega Antoine Griezmann.

Em declarações à 'France Football', Éric Olhats culpou o argentino pela falta de rendimento do francês. "É imperador e monarca e não viu a chegada do Antoine com bons olhos. A atitude dele foi deplorável e fê-lo senti-la. Sempre ouvi o Antoine dizer que nunca teve problemas com o Messi, mas nunca vi o contrário. É um regime de terror. Ou estás com ele, ou contra ele", afirmou o agente.

Questionado pelos jornalistas sobre estas declarações, Messi foi perentório. "Estou cansado de ser sempre o problema de tudo no clube", limitou-se a dizer.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.