O jogador regressou a Portugal, após a sua participação no campeonato do Mundo, para gozar um período de férias e  já se viu envolvido em desacatos, com tiros à mistura.

Segundo avança o diário "Correio da Manhã", tudo terá começado quando Miguel e um grupo de amigos se preparavam para entrar numa festa africana, esta madrugada, na praia da Cabana do Pescador, na Costa de Caparica, e foram confrontados por um grupo rival da margem sul.

Em consequência foram ouvidos tiros, instalando-se o pânico geral. No entanto a polícia já adiantou que não houve feridos e que os suspeitos já se encontram identificados.

Neste mesmo dia, Miguel recebeu as provas que o associam ao incidentes do ano passado, na discoteca RS Dreams, no Seixal, já que a polícia encontro vestígios de pólvora no jogador.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.