O português José Mourinho, treinador Real Madrid, foi suspenso por dois jogos na sequência do incidente no jogo da Supertaça de Espanha de futebol com o treinador adjunto do FC Barcelona.

A decisão foi anunciada hoje Comité de Competição da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF), que suspendeu Tito Vilanova, adjunto de Pep Guardiola, por um jogo.

O Comité de Competição, presidido por Alfredo Flórez, considerou que a reação de Mourinho aconteceu depois de uma provocação de Tito Vilanova e por isso, ambos foram sancionados.

Mourinho foi castigado por incumprimento do artigo 123 do código disciplinar da RFEF com dois jogos de suspensão, enquanto Vilanova foi suspenso com um jogo por ter sido entendido que provocou o técnico português e, como tal, também ele violava o mencionado artigo.

O Real Madrid e o Barcelona têm agora 10 dias para recorrer da sentença.

A suspensão será cumprida num futuro jogo da Supertaça de Espanha, pelo que ambos os treinadores vão poder sentar-se nos respetivos bancos da Liga e da Taça do Rei de Espanha.

Além da suspensão, tanto Mourinho como Vilanova vão ter de pagar uma multa de 600 euros. O Real Madrid foi, por seu turno, multado em 180 euros, enquanto o Barcelona terá de pagar 90 euros.

O incidente ocorreu nos minutos finais do Barcelona-Real Madrid correspondente à segunda mão da Supertaça de Espanha, disputado a 17 de agosto e ganho por 3-2 pelos catalães, que conquistaram o troféu depois do empate registado em Madrid (2-2).

Na sequência da expulsão do brasileiro Marcelo, do Real Madrid, gerou-se uma confusão junto dos bancos de suplentes e as imagens de televisão mostram Mourinho colocar um dedo no olho direito de Vilanova, que respondeu com um empurrão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.