Álvaro Arbeloa revelou que o plantel do Real Madrid não vive um momento de união e garante que o nome "Mourinho" nada tem a ver com o problema.
«Não temos a união que tínhamos antes. Mas chegará o dia em tudo se resolverá. Com o tempo surgirá uma oportunidade em que vamos falar cara a cara. Envolver o nome de José Mourinho neste problema é injusto, o tema só diz respeito a mim e ao Iker», afirmou, esta terça-feira, o defesa Arbeloa numa entrevista ao programa El partido de las 12 da Cadena COPE.
Recorde-se que, recentemente, o defesa espanhol afirmou que a sua relações com o guardião espanhol era apenas profissional, revelando um "mal estar" pessoal entre os dois atletas
José Mourinho, que saiu do Real Madrid para o Chelsea, foi acusado por alguns jogadores do plantel merengue como o elemento destabilizador da equipa, mas Arbeloa saiu em defesa do técnico setubalense.
«Quando falei de Mourinho, disse o que sentia não porque queria sair do Real Madrid. Muitas vezes parece um sacrilégio falar bem de Mourinho, mas falo dele pelas vivências de três anos, em que trabalhei dia após dia com ele. Tenho a consciência tranquila e não me sinto um traidor», explicou Arbeloa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.