Paulinho foi uma das contratações surpresa do Barcelona e com seis golos já marcados, tem sido um dos destaques da equipa espanhola.

O médio brasileiro cedeu uma entrevista ao jornal The Guardian, onde fala do seu tempo no Tottenham, a liga chinesa ou como Messi lhe perguntou quando iria para o Barcelona.

"O André Villas-Boas contratou-me para o Tottenham em 2013, mas cinco meses depois foi despedido. Entrou o Tim Sherwood e depois o Pochettino. Colocou-me a jogar numa posição que não era a minha. E passado algum tempo achei que era melhor sair. Apareceu a hipótese de ir para a China, para a equipa do Scolari. Quando fui, muitos diziam que a minha carreira estava acabada", referiu o médio, que falou da diferença entre a liga chinesa e os campeonatos europeus.

"Não há comparação possível com Espanha, Itália, Inglaterra, Alemanha. É completamente diferente. Com a chegada de alguns jogadores em 2016 a liga cresceu, mas com as regras atuais, que fazem com que seja mais difícil contratar jogadores estrangeiros, creio que vai baixar o nível um pouco", explicou.

Quanto ao Barcelona, Paulinho refere que a pergunta veio de... Messi.

"Num jogo entre o Brasil e a Argentina, estava a preparar-me para bater um livre quando o Messi passou por mim a perguntar-me se ia para o Barcelona. Disse-lhe que, se me levasse, ia." E a verdade é que a proposta surgiu pouco tempo depois e Paulinho rumou mesmo ao Barcelona.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.