"Ele está a seguir um tratamento. Nenhum jogador quer perder a ida à seleção, mas os médicos é que sabem sobre esta situação", acrescentou Pellegrini.
Apesar de compreender a vontade de Ronaldo jogar pela Selecção, o técnico chileno disse que a última palavra é sempre do departamento médico.

"Cada um zela pelos seus interesses. Apesar de tudo, existem critérios médicos para respeitar", afirmou o treinador.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.