"Isso é passado. O clube sempre me apoiou e agora quero demonstrar dentro do campo o que sou como homem e futebolista. O que mais quero é voltar a jogar e a ajudar a equipa", advertiu Pepe.

O defesa central luso-brasileiro poderá voltar sábado aos jogos para o campeonato espanhol, na recepção do Real Madrid ao Tenerife, após 10 jogos de suspensão, por ter agredido dois jogadores do Getafe, na época passada.

"O mais difícil foi não poder jogar. Ver os meus colegas a fazer o seu trabalho e eu não o poder fazer também. Mas agora estou bem e posso jogar", disse Pepe, que não acredita que, a partir de agora, os árbitros observem "à lupa" o seu comportamento em campo.

O defesa elogiou também o internacional português Cristiano Ronaldo, autor de cinco golos em quatro jornadas no campeonato, assinalando que o avançado "dá sempre o máximo, tanto a nível pessoal como profissional, e sabe que o mais importante é a equipa".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.