Deu que falar o gesto de João Félix no seu regresso aos golos no Atlético Madrid. O avançado português fez o segundo no triunfo dos colchonero sobre o Villarreal para a 25.ª jornada da Liga espanhola de futebol e, nos festejos, mostrou-se bastante revoltado, com palavras muito feias dirigidas em direção ao banco de suplentes da sua equipa. Ainda nos festejos, João Félix colocou o dedo na boca, como que a mandar alguém calar.

A imprensa espanhola especulou que o jovem português estaria a dirigir-se para o técnico Diego Simeone mas, uma publicação do colega Renan Lodi parece indicar algo diferente.

"Fica putinho [chateado], não! Falou e fez, 'tamo' juntos irmão", escreveu o lateral brasileiro do Atlético de Madrid nas redes sociais. Na altura do 10.º golo de João Félix, Renan Lodi estava no banco no El Madrigal. Tudo não terá passado de uma picardia.

Na conferência de imprensa, Diego Simeone desvalorizou o gesto de João Félix.

"A quem foi dedicado aquele gesto? Quando falarem com o João, perguntem-lhe. Posso falar com ele no treino e depois vocês perguntam-me. Gosto de um jogador rebelde, que tem orgulho e que quer mudar as coisas. Estava há algum tempo sem marcar, ele precisa da equipa, a equipa precisa dele. Quando os jogadores são rebeldes, tragam-mos", disse, citado pela imprensa espanhola.

O Atlético de Madrid, que na próxima ronda recebe o rival Real Madrid (terceiro, com menos seis pontos), recuperou a margem de cinco para o segundo classificado, o FC Barcelona, que, no sábado, venceu por 2-0 em casa do Sevilha.

O primeiro golo do encontro, sancionado com o recurso ao videoárbitro, surgiu na sequência de um lance do montenegrino Stefan Savic, aos 25 minutos, que contou com a colaboração de Alfonso Pedraza, que introduziu a bola na própria baliza.

Gerard Moreno falhou por pouco o golo do empate, aos 35 minutos, num dos melhores períodos do Villarreal, e, no inicio da segunda parte, já com João Félix em jogo, pertenceram ao Atlético de Madrid as melhores ocasiões para marcar.

Depois de uma primeira tentativa do uruguaio Luis Suárez, aos 53 minutos, o Atlético de Madrid chegou ao segundo golo por João Félix, aos 69, com um remate colocado em posição frontal, após um alívio deficiente de Pau Torres. Foi o 10.º  golo do português esta época, que sancionou o regresso do Atlético de Madrid aos triunfos após três jogos sem vencer.

O Atlético de Madrid lidera, com 58 pontos e menos um jogo, cinco de vantagem sobre o FC Barcelona e seis sobre o Real Madrid (terceiro, mas igualmente com uma partida em atraso).

O Villarreal, que não vence na Liga espanhola há sete jogos seguidos, continua em queda da tabela classificativa, ocupando o sétimo lugar, com 37 pontos, a quatro do quinto lugar da Real Sociedad, último com acesso às competições da UEFA.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.