O presidente do Paris Saint-Germain (PSG), Nasser al-Khelaifi, pediu hoje ao Real Madrid que respeite o ano de contrato que o treinador italiano Carlo Ancelotti ainda tem com o clube francês.
Em entrevista publicada na edição digital do diário francês L’Equipe, o responsável pelo emblema parisiense, a festejar o título de campeão, conquistado no fim de semana, revelou ter conversado, recentemente, com o diretor geral madridista, José Angel Sánchez, que o contactou telefonicamente para «falar de Ancellotti».
«Se querem levar Carlo, então saibam que tem ainda mais um ano de contrato. Por favor, respeitem-nos e respeitem isso. Nós respeitamos os outros clubes e esperamos o mesmo», respondeu Nasser al-Khelaifi, pela mesma via, segundo o L'Equipe.
O presidente do PSG terá dito ao dirigente espanhol que a sua equipa «não tem a dimensão do Real Madrid, mas não é por isso que não merece respeito».
«Pediu desculpa e disse-me que pensava que o contrato de Carlo Ancellotti terminava no final da presente temporada. E disse que o iriam respeitar [o vínculo]», afirmou o magnata árabe.
Al-Khelaifi disse que o clube parisiense, que já não vencia uma campeonato há 19 anos, quer conservar o técnico italiano na próxima época: «Todos, aqui, o querem. Jogadores, adeptos e eu próprio. Apoio-o desde que chegou e assim vai ser até ao último dia».
«Sou muito otimista sobre este assunto. Se assim não fosse, seria um problema», concluiu al-Khelaifi sobre Carlo Ancellotti, que há dias afirmou haver tempo para decidir o seu futuro e o do clube.
O alegado telefonema do dirigente madridista revela o processo em curso para a provável substituição de José Mourinho enquanto treinador do Real Madrid.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.