O Real Madrid ascendeu hoje, provisoriamente, à liderança da Liga espanhola de futebol, em igualdade pontual com o Atlético, ao vencer por 3-0 em Cádiz, onde resolveu o encontro da 31.ª jornada na primeira parte.

Dois golos do francês Karim Benzema, aos 30 e 40 minutos, o primeiro de penálti, para um total de 21 na prova, apenas menos dois do que o argentino Lionel Messi (FC Barcelona), e um de Álvaro Odriozola, aos 33, lançaram os ‘merengues’ para o triunfo.

Com este resultado, o ‘onze’ do gaulês Zinédine Zidane, que na última ronda tinha empatado a zero no reduto do Getafe, passou a somar os mesmos 70 pontos do Atlético de Madrid, de João Félix, que na quinta-feira recebe o Huesca.

Apesar da liderança, o Real Madrid não depende de si próprio para revalidar o título, pois já não defronta os ‘colchoneros’ e o FC Barcelona, que está no quarto lugar, com 65 pontos, mas com menos dois jogos disputados – na quinta-feira recebe o Getafe.

Em terceiro, depois dos jogos de hoje, ficou o Sevilha, do ex-treinador portista Julen Lopetegui, que somou o quarto triunfo consecutivo, e sexto em sete jogos, ao vencer fora o Levante por 1-0, com um tento do marroquino Youssef En Nesyri, aos 53 minutos.

O conjunto andaluz passou a somar 67 pontos, enquanto o Levante, que contou com o central português Rúben Vezo todo o jogo, manteve-se com 38, em 12.º.

Atrás dos clubes que irão para a Liga dos Campeões, visto que a Superliga acabou antes de começar, o Betis ascendeu ao quinto lugar, de entrada direta na Liga Europa, apesar do ‘nulo’ na receção ao Athetic.

Os locais, com William Carvalho no banco, ficaram reduzidos a 10 unidades logo aos 11 minutos, por expulsão do francês Nabil Fekir, mas o Athletic, ainda traumatizado pela segunda final da Taça do Rei perdida em poucos dias, não aproveitou.

A igualdade chegou para o Betis ultrapassar na tabela – ainda que com os mesmos 49 pontos - o Villarreal, derrotado por 2-1 na casa do Alavés, pelo qual marcou Joselu, aos 17 minutos, e Edgar Mendez, aos 80. Paco Alcácer ainda igualou, aos 50.

Em Pamplona, o Osasuna recebeu e bateu o Valência por 3-1, com golos de Martínez Calvo, aos 13 minutos, do argentino Jonathan Calleri, aos 32, e de Roberto Torres, de penálti, aos 67, dois após desperdiçar um primeiro castigo máximo.

O golo dos visitantes, que restabeleceram momentaneamente a igualdade, aos 30 minutos, foi apontado pelo francês Kevin Gameiro, depois de uma assistência do português Gonçalo Guedes, que jogou os 90 minutos. Ferro não saiu do banco.

O Osasuna passou a contar 40 pontos, ascendendo à condição ao oitavo lugar, enquanto o Valência é 14.º, com 35.

Na luta pela manutenção, o Valladolid manteve-se à ‘tona’ (17.º, com 28 pontos), ao empatar 1-1 no reduto do Elche (19.º, com 27), graças a um golo do uruguaio Lucas Olaza, aos 86 minutos, a anular o tento inicial de Fidel, aos 22.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.