O Real Madrid foi hoje ao reduto do Granada golear por 4-1, num encontro da 36.ª jornada da Liga espanhola de futebol, e mantém ‘acesa’ a luta pelo título com o líder Atlético de Madrid.

Depois de ter cedido um empate na última ronda, na receção ao Sevilha (2-2), e de ter visto os ‘colchoneros’ superarem com dificuldades a Real Sociedad (2-1) na quarta-feira, os ‘merengues’ anotaram uma exibição sólida na Andaluzia.

O melhor que a equipa andaluz, dos portugueses Rui Silva e Domingos Duarte, ambos titulares, e Domingos Quina, suplente utilizado, conseguiu fazer foi reduzir, já na segunda parte, por Jorge Molina (71 minutos), em resposta aos remates certeiros do médio Luka Modric (17) e do avançado Rodrigo (45+1) no primeiro tempo.

O defesa Odriozola (75) ‘saltou’ do ‘banco’ para fazer o terceiro e colocar um ponto final no jogo, concluído com um golo do ponta de lança Karim Benzema no minuto seguinte, beneficiando de uma má abordagem do guardião luso.

As duas jornadas do final da La Liga, o Real (78 pontos) mantém-se a dois do Atlético (80), ainda que ambos estejam pressionados pelo terceiro classificado FC Barcelona (76). O Granada, que entre os suplentes também contou com o guardião luso João Costa, ocupa um confortável 10.º lugar, com 45.

Na luta pelos lugares de acesso â Liga Europa, o Bétis, sem William Carvalho, foi ao campo do lanterna-vermelha Eibar (20.º, 30 pontos) empatar 1-1 e desperdiçou a oportunidade de ultrapassar a Real Sociedad no quinto posto, permanecendo no sexto, com 55, os mesmos do Villarreal, ambos com menos um do que os bascos.

Andrés Guardado, logo à passagem do minuto 04, deu vantagem ao andaluzes, mas na reta final da partida Sérgio Enrich (86) restabeleceu a igualdade para o conjunto de Paulo Oliveira, hoje titular, e dos suplentes Rafa Soares e Kevin Rodrigues, opção a partir do minuto 72.

O ‘aflito’ 18.º posicionado Valladolid, com o português Jota no 'banco', continua longe dos bons resultados e na receção ao Villarreal não conseguiu impedir os golos de Gerard Moreno, aos 68, e Etienne Capoue, aos 90+1, que ditaram a derrota por 2-0.

Com o tento apontado no Estádio José Zorrilla, o avançado espanhol tornou-se no melhor marcador de sempre do ‘submarino amarelo’ na La Liga, com 55 golos, superando a cifra (54) de Giuseppe Rossi e Diego Forlán.

*artigo atualizado às 23h39

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.