O Réus, clube da II liga espanhola de futebol, foi suspenso das competições profissionais por três anos e multado em 250.000 euros, por incumprimento salarial para com os seus jogadores, informou a Liga espanhola.

“Na manhã de hoje o juiz de disciplina concordou na expulsão temporária de três anos do Réus da competição profissional, com uma multa acessória de 250.000 euros, por incumprimento dos deveres para com os seus futebolistas”, diz o comunicado.

Na nota, a Liga dá como provadas as infrações do Réus, que não compete há duas jornadas, indicando a falta de pagamento de salários a jogadores, com a “gravíssima consequência de seis deles terem abandonado o clube”.

O organismo sublinha ainda que a compra do clube por parte de uma sociedade norte-americana, considerada juridicamente legal, não invalida as infrações cometidas e os benefícios obtidos, e que, por isso, não inibe a penalização agora adotada.

O instrutor proponha uma pena de cinco anos, que foi fixada em três, e a multa foi enquadrada nos valores limites entre 180 e 300.000 euros.

Esta decisão é passível de recurso do Réus para o Tribunal Arbitral do Desporto, num prazo de 15 dias após a notificação do clube.

No Réus, atualmente na 20.ª posição entre os 22 clubes da II Liga, joga o português Luís Gustavo, médio que passou pelas escolas do FC Barcelona e que esteve no Rio Ave, de 2013 a janeiro de 2016, quando foi emprestado ao Celta de Vigo B.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.