Depois da derrota na final da Supertaça espanhola diante do Athletic Bilbao, o treinador do Barcelona abordou a expulsão de Lionel Messi, na sequência da agressão a um adversário nos instantes finais da partida.

"Entendo o que aconteceu. Não sei quantas faltas sofreu. Um jogador tenta driblar e não pode. Se o desculpo? Tenho de ver a jogada", afirmou Ronald Koeman em declarações reproduzidas pela imprensa espanhola.

O treinador holandês lamentou que o emblema catlão tenha sofrido dois golos em períodos críticos do jogo.

"Marcaram-nos antes do intervalo e quase no fim do jogo e isso é difícil de gerir. O último golo foi pior, porque é duro quando nos marcam no fim".

Koeman recusa-se a admitir que esta derrota tenha sido um passo atrás.

"Não é! Um título é bom, mas é só um jogo e estamos num bom caminho. Fizemos tudo para ganhar e para muitos jogadores jogar esta final será uma boa experiência. Não estou irritado, a equipa esteve bem. Estivemos duas vezes a ganhar, sofremos quase ao intervalo e no final. Há que defender melhor. (...) Estamos tristes e desiludidos, porque queríamos ganhar, mas isso não nos tira do bom caminho, porque estamos a melhorar", concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.