Cristiano Ronaldo voltou a marcar pela Juventus este fim-de-semana. Foi o seu golo 88 desde que deixou o Real Madrid e chegou ao clube de Turim. E, na capital espanhola, ainda se 'chora' a saída do português. É pelo menos essa a opinião do jornal 'As'.

Aquele jornal espanhol fez as contas e explica que Cristiano já somou na Juventus mais golos do que dez jogadores da frente de ataque do Real Madrid juntos. Só se salva Benzema, frisa aquela publicação.

Desde que saiu do Real, há dois anos e meio, Benzema assumiu-se como o líder do ataque dos 'merengues', assumindo a responsabilidade de fazer esquecer, na medida do possível, o português. Mas o 'As' assinala que nas duas últimas temporadas concluídas sem Ronaldo (2018-2019 e 2019-2020) o Real marcou 175 golos. Um registo bastante pobre quando comparado com as duas que lhe antecederam (2016-2017 e 2017-2018), com CR7 na equipa, e nas quais o Real chegou aos 300 golos certos (173+127).

O Real, lembra aquele jornal, decidiu vencer Ronaldo por 100 milhões de euros em 2018 por considerar que o salário que o português pedia para renovar o contrato era demasiado elevado para a sua idade (30 milhões limpos por temporada). Então, os 'merengues' resolveram renovar a equipa. Mas, assinala o 'As', como em tantas vezes Ronaldo mostrou que estavam enganados a seu respeito e de mostrar que ainda tinha e tem muito para dar ao futebol, com os 88 golos que já leva em Turim.

Foi terceiro na classificação da Bota de Ouro na época passada e esteve, lembra o 'As',  entre os finalistas à corrida à Bola de Ouro nos últimos três años. Além disso, ultrapassou Pelé e Josef Bican na lista de melhores marcadores da história do futebol. E o rival Lionel Messi (com 721 golos), está a 42 golos de distância...

Ronaldo melhor do que dez atacantes do Real juntos

O 'As' faz então a comparação dos números de Ronaldo com a Juventus, em comparação com os dos jogadores da frente do Real Madrid. Tirando Benzema, a soma dos golos dos dez jogadores ofensivos que passaram pelo ataque dos 'merengues' nos últimos dois anos e meio não chega aos 88 que Cristiano leva en Itália. Bale, Asensio, Vinicius, Lucas, Rodrygo, Isco, Mariano, Hazard, Jovic e James totalizam, entre eles, 81, ou seja, menos sete do que o português.

Os casos mais gritantes, assinala ainda o 'As', são os de Jovic e Hazard. O Real Madrid gastou neles um total de 160 milhoes de euros em 2019 para suprirem o vazio de golos que Ronaldo deixou, mas a verdade é que, juntos, totalizam seis golos em 67 jogos (dois do sérvio em 32 jogos, quatro do belga em 35). De todos os homens de ataque do Real - exceção feita a Benzema - aquele que mais golos marcou desde a saída de Ronaldo até foi Gareth Bale (17), entretanto emprestado ao Tottenham.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.