Casillas não guarda mágoas da sua relação com José Mourinho. O guarda-redes do Real Madrid viveu um autêntico calvário na última temporada, quando vou "atirado" para o banco de suplentes por Mourinho, que apostou em Diego Lopez. Apesar da relação tempestuosa, o guardião titular da seleção espanhola afirma que não guarda rancor.

«Não ficaram cicatrizes pelo que se passou com Mourinho, por nada. A temporada já passou, nos últimos anos houve coisas boas e há que recorda-lo sempre com esse carinho, nada mais. Não há problema algum. Se me cruzar com ele, vou cumprimentá-lo sem problema algum. É preciso ser respeitoso», afirmou à ESPN.

Sobre os três anos de Mourinho no Real Madrid, onde ganhou uma Supertaça, uma Taça do Rei e uma Liga, Casillas prefere pensar no futuro.

«Foi mais uma experiência no futebol, isso dá-nos mais vontade para arrancar com a nova época, para enfrentar novos desafios. Temos de pensar no que temos pela frente e deixar o passado para trás», sublinhou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.