André Castro vive em Espanha os últimos dias de empréstimo do FC Porto ao Sporting de Gijón.
«Estou muito triste por sair assim, depois de uma temporada tão difícil. Se esta equipa descer de divisão, regressará rapidamente à primeira divisão», disse André Castro ao jornal espanhol "Marca".
O médio português lembra que qualquer decisão sobre o seu futuro passa pelo FC Porto, numa altura que é cobiçado pelo Málaga, Bétis e Villarreal.
«Qualquer clube que me queira terá de falar com eles. Tive algumas ofertas, mas estou concentrado no Gijón até final do campeonato. Penso que o próximo ano terá de ser de maior afirmação na minha carreira. Ou fico no FC Porto para ser importante, ou creio que voltar a ser emprestado está fora de questão. Tenho 24 anos e outro empréstimo não me faria bem», explicou Castro.
«Se não ficar no FC Porto, a minha primeira opção seria Espanha. É a Liga “top”. Em Portugal apenas jogaria no FC Porto, que é o meu clube. Muito dificilmente poderia representar outro clube. Ficaria encantado se me quiserem no FC Porto, mas estarei preparado se decidirem vender-me», acrescentou

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.