O treinador Fran Escribá foi hoje demitido do Celta de Vigo, após sofrer em casa frente ao Getafe a quarta derrota consecutiva (1-0), que o mantém na zona de despromoção, anunciou o clube da Liga espanhola de futebol.

Em comunicado, o Celta de Vigo agradeceu ao técnico valenciano e aos seus colaboradores o “trabalho, profissionalismo e esforço” demonstrados durante o seu tempo no clube e desejou a Fran Escribá os maiores sucessos no futuro.

À procura desde já de substituto para Escribá, a direção do Celta de Vigo, liderada por Carlos Mouriño, anunciou que o treino de segunda-feira será realizado, à porta fechada, nas suas instalações desportivas, a Madroa.

Escribá, de 54 anos, que foi adjunto de Quique Flores no Benfica, chegou ao clube em março para substituir o português Miguel Cardoso, e prorrogou o seu contrato até junho de 2020, após conseguir a permanência do Celta na I Liga.

O Celta de Vigo segue na 18.ª e antepenúltima posição do campeonato espanhol, com apenas nove pontos nos 12 jogos realizados, referentes a duas vitórias e três empates, e a quatro do lanterna-vermelha Leganés.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.