O Villarreal, adversário do FC Porto nas meias-finais da Liga Europa, foi hoje batido no terreno do Sevilha por 3-2, em encontro da 33.ª jornada da Liga espanhola de futebol.

O croata Ivan Rakitic e Negredo marcaram, ainda na primeira parte, para o Sevilha, diante de uma equipa apática e com alguma dificuldade em reagir ao caudal ofensivo dos anfitriões, sextos classificados.

No segundo tempo, Carlos Marchena, antigo central do Benfica, reduziu a vantagem dos andaluzes, mas o costa-marfinense Christian Romaric voltou a repor os dois golos de diferença.

Aos 73 minutos, o italiano Rossi, que entrou a substituir o brasileiro Nilmar, fez um golo de belo efeito e voltou a colocar a vantagem do Sevilha na margem mínima.

O avançado transalpino voltaria a colocar em sentido a defesa contrária quando, aos 77 minutos, disparou à trave.

Também hoje, o Atlético de Madrid bateu em casa o Levante, por 4-1, como dois golos do argentino Sérgio Aguero, um do brasileiro Elias e outro do uruguaio Gustavo Munúa, enquanto pelos visitantes marcou o ex-sportinguista Felipe Caicedo.

O avançado madridista marcou pela sexta ronda consecutiva (oito tentos), registando-se, assim, a melhor fase goleadora do genro de Diego Armando Maradona.

Ainda dos jogos de hoje, destaque para os jogadores portugueses Nunes e Tiago Gomes, que marcaram golos decisivos para as vitórias de Maiorca e Hércules, respectivamente.

O central Nunes estreou-se a marcar no campeonato ao apontar, de cabeça, aos 25 minutos, o primeiro golo do Maiorca contra o Getafe, cujo desfecho (2-0) foi selado com um tento do japonês Akihiro Ienaga.

Com este resultado, o Maiorca praticamente garantiu a permanência, a cinco jornadas do fim, ao contrário do Hércules, que, porém, ganhou novo fôlego, graças à vitória sobre o Deportivo da Corunha, com um golo - também de cabeça - de Tiago Gomes, aos 60 minutos.

O português também se estreou a marcar na competição e os pontos que conseguiu para a equipa poderão ser fundamentais para a fuga aos lugares de despromoção, nos quais ainda se encontra, por ser penúltimo na classificação.

Outro português associado a uma vitória na jornada foi Castro, titular pelo Gijón na recepção ao Espanyol, equipa que lançou Rui Fonte apenas a oito minutos do fim, quando já perdia por 1-0 - golo de Nacho Novo, aos 71 minutos.

A equipa do jogador emprestado pelo FC Porto encontra-se no 11.º lugar, também com a permanência quase assegurada.

Outros dois portugueses estiveram em destaque: Duda e Eliseu, titulares pelo Málaga, que se deslocou ao terreno do Racing de Santander e venceu por 2-1.

Sábado, o líder Barcelona bateu o Osasuna por 2-0 (golos de Villa e Messi), enquanto o Real Madrid foi a Valência golear os locais por 6-3 (três golos de Higuain, dois de Kaká e um de Benzema, contra os tentos de Soldado, Jonas e Jordi Alba).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.