Declarações de Diogo Jota, avançado da Seleção Nacional, à RTP3, após o triunfo sobre a Suécia (3-0), no Estádio José Alvalade, da 4.ª jornada da Liga das Nações.

"Foi uma excelente noite, uma das melhores exibições, representar o meu país pela segunda vez a titular e fazer uma exibição destas. Fizemos um grande resultado contra uma Suécia que não é fácil. Podemos orgulhar-nos."

"O mister escolhe o onze para cada jogo com as circunstâncias que há, dei o meu melhor dentro de campo. Pressão por substituir Ronaldo? Não, nós somos profissionais e, se o mister escolhe onze jogadores para entrarem dentro de campo, são esses que têm de trabalhar".

[Momento mais alto da carreira?] "Sim, acho que é o momento mais alto, [a mudança para o Liverpool] foi um grande passo em frente na minha carreira, hoje fui outra vez titular na Seleção, tenho de dar o meu melhor".

[Luta pelo apuramento na Liga das Nações] "Ainda faltam dois jogos, creio que será uma luta até ao fim, fizemos o nosso papel, que é o mais importante".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.