A seleção portuguesa recebeu e venceu na noite desta quarta-feira a seleção da Suécia, por 3-0, no Estádio de Alvalade, em jogo a contar para a quarta jornada da Liga das Nações. Um golo de Bernardo Silva e um bis de Diogo Jota garantiram os três pontos à equipa de Fernando Santos.

A primeira oportunidade da seleção nacional chegou bem cedo. Na sequência de uma saída rápida da equipa portuguesa no contra-ataque, Diogo Jota acelerou, deixou os adversários para trás, armou o remate à entrada da área e falhou por pouco a baliza sueca.

Aos quatro minutos, a equipa das quinas voltou a ameaçar a baliza de Olsen. Depois de um grande trabalho de João Cancelo, que levantou para o segundo poste onde estava William Carvalho sozinho, este cabeceou, mas acertou no ferro.

Aos 12 minutos foi a vez da seleção sueca tentar a sua sorte no encontro. Após um canto cobrado por Kulusevski, Pepe desviou e a bola ficou à mercê de Lustig que atirou por cima.

Dez minutos depois, a seleção nacional chegou finalmente ao golo com uma jogada de grande qualidade. Bruno Fernandes tocou para Diogo Jota, este serviu Bernardo Silva solto no outro lado e o esquerdino atirou a contar para o fundo da baliza de Olsen, como brinde de uma excelente jogada coletiva.

Aos 26 minutos, a seleção nacional voltou a tentar o golo, desta vez com um livre ensaiado com Raphael Guerreiro que deixou para Bruno Fernandes, Jota levantou para a área e a bola sobrou para Bernardo Silva que por pouco fazia o 2-0, mas o remate saiu ao lado.

Aos 34 minutos foi a seleção sueca a ameaçar o golo. Berg recebeu de Lustig, puxou para o pé direito e acertou com estrondo no ferro da baliza de Rui Patrício.

Pouco antes do intervalo, a seleção nacional ainda fez o segundo! Na sequência de um passe milimétrico de João Cancelo, Diogo Jota amorteceu e atirou de pé direito para o 2-0. As equipas recolheram aos balneários com uma vantagem de dois golos para as Quinas.

A segunda parte começou com um susto para a baliza portuguesa. Um cabeceamento de Marcus Berg obrigou Rui Patrício a uma defesa apertada. Pouco depois, William Carvalho meteu rasteiro para Bernardo Silva, este atrasou para Bruno Fernandes que atirou prontamente à baliza adversária, mas a bola saiu ao lado.

Aos 66 minutos, a equipa das Quinas voltou a ameaçar a baliza de Olsen. Depois de um grande passe de Bruno Fernandes que lançou João Félix na frente, o jovem avançado apareceu sozinho na cara do guarda-redes sueco, mas atirou por cima.

Aos 73 minutos, Diogo Jota voltou a justificar a aposta de Fernando Santos ao apontar o terceiro golo da seleção portuguesa. Depois de um passe de William Carvalho, Jota arrancou, fletiu da esquerda para o meio e finalizou na cara de Olsen. Já aos 83 minutos, Rui Patrício voltou a brilhar ao evitar o golo de Isak com uma defesa a dois tempos.

Na classificação do agrupamento, e após quatro jogos, Portugal manteve-se no primeiro posto, com os mesmos 10 pontos da França, vencedora na Croácia por 2-1, com tentos de Antoine Griezmann e Kylian Mbappé. Os croatas somam três pontos e os suecos zero.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.