O FC Porto sobreviveu em Roma e está vivo na eliminatória que será decidida no encontro da segunda mão no estádio do Dragão. A primeira derrota na presente edição da 'Champions' em nada coloca em causa a continuidade dos azuis e brancos na prova milionária. Os dragões chegaram a ter um 'pé e meio' fora da LC, mas o golo de Adrián López acabou por abrir boas perspetivas.

A jogar num bloco médio na primeira parte, o FC Porto - com Fernando e Otávio no onze - conseguiu anular com maior ou menor dificuldade as iniciativas ofensivas da Roma, com excepção de uma jogada de Dzeko, que prostrou Éder Militão e atirou caprichosamente ao poste. Sólido no eixo defensivo, mas ineficaz na primeira fase de construção, faltou acutilância aos dragões no último terço. Danilo conseguia distribuir bem o jogo entrelinhas, mas faltava verticalidade à equipa de Sérgio Conceição. As iniciativas portistas durante os primeiros 45 minutos resumiram-se a um ou outro apontamento de Soares, Otávio e Fernando, mas que não colocaram em xeque o guardião Miranda. Já Casillas contou com intervenções importantes a impedir males maiores.

Leia a crónica da partida

Ao intervalo imperava o equilíbrio no Olímpico, com os portistas com mais posse de bola, 47% contra 53, mas com a Roma com quatro remates enquadrados contra um do FC Porto.

No segundo tempo, os azuis e brancos entraram mais incisivos e estiveram muito perto do golo, num cabeceamento de Danilo que passou a rasar a baliza romana.

Mas a 'avalanche' dos donos da casa começou a fazer-se sentir já depois do primeiro quarto de hora da segunda parte. Depois de Casillas ter parado com brilhantismo um remate de Pellegrini, os 'giallorossi' marcaram dois golos de rajada por intermédio do jovem Zaniolo.

Numa mexida que se revelou acertada, Adrián Lopez acabou por reduzir e com este tento renasceram as ambições do FC Porto nesta eliminatória. O conjunto de Sérgio Conceição ainda podia ter evitado a derrota, e esteve perto num remate de Herrera que saiu muito perto do poste. A segunda parte dos 'oitavos' terá lugar no estádio do Dragão, no dia 6 de março.

Momento

Golo de Adrián Lopez. Quando a ferida portista, depois do 2-0, estava quase a tornar-se letal, eis que apareceu o avançado portista a reduzir e a deixar a eliminatória em aberto.

Melhores

Zaniolo

O dianteiro de 19 anos tem dado nas vistas em Itália e não é para menos. Esteve nos principais lances ofensivos da equipa da casa e fez os dois golos dos romanos.

Adrián López

Entrou numa fase muito complicada, com o FC Porto já em desvantagem, mas teve o condão de dar esperança aos azuis e brancos para a partida da segunda mão.

Iker Casillas

Regresso à Champions e a brilhar a grande altura. Perante nove remates à baliza e sem culpas nos golos, segurou o FC Porto na eliminatória com uma sequência de excelentes defesas.

Edin Dzeko

Deu muitas dores de cabeça à defensiva portista. Na primeira parte atirou uma bola ao ferro. Está também nos dois golos de Zaniolo.

Baixos

Brahimi

Perdeu em lances individuais e acabou por sair lesionado ao minuto 68´ para dar lugar a Adrián López.

Reações

Sérgio Conceição: "Não somos a melhor equipa do mundo mas somos das equipas mais competitivas do mundo"

Treinador da Roma: "O golo de Adrian López reacendeu alguns pesadelos do nosso passado"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.