O APOEL de Nicósia continua a surpreender a Europa e, depois de ter ganho o grupo à frente de Zenit, FC Porto e Shakhtar Donetsk, eliminou o Lyon, semifinalista de há duas temporadas, por 4-3 no desempate por grandes penalidades, após uma vitória por 1-0.

Antigo jogador do Benfica, o brasileiro Manduca, que viria a ser expulso no prolongamento, empatou a eliminatória logo aos nove minutos, aproveitando um bom cruzamento de Charalambides.

Com três portugueses no “onze” – Paulo Jorge, Nuno Morais e Hélder Sousa –, o APOEL acabaria por ter no guarda-redes Chiotis o seu grande herói, depois de este ter defendido os remates de Lacazete e Michel Bastos no desempate por grandes penalidades.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.