Com 12 títulos de campeão inglês, o historial dos londrinos na Liga dos Campeões não está à altura do seu desempenho caseiro, tendo como melhor desempenho a final perdida em 2006 para os espanhóis do FC Barcelona.

O principal troféu continental é mesmo o único que os “gunners” não ostentam nas suas vitrinas, pois já conquistaram as duas outras provas: a Taça das Cidades com Feira, antecessora da Taça UEFA, em 1970, e a Taça dos Vencedores de Taças, em 1994.

A nível interno, o desempenho do Arsenal também já conheceu melhores dias, uma vez que o clube londrino não se sagra campeão de Inglaterra desde a época 2003/04, ofuscado pelo reaparecimento do rival citadino.

O português José Mourinho chegou a Londres no defesa daquele ano para treinar o Chelsea e a hegemonia do futebol inglês passou a ser disputada entre o Manchester United e os “blues”, que relegaram o Arsenal para uma posição subalterna.

Responsável pelos três últimos títulos dos “gunners” (1998, 2002 e 2004), o treinador francês Arsene Wenger tem conseguido resistir aos insucessos recentes e manter-se num cargo que ocupa há 14 anos, desde 1996.

O Braga, que nunca defrontou o Arsenal em jogos oficiais, vai encontrar pela frente alguns dos melhores futebolistas mundiais, destacando-se os avançados Andrei Arshavin e Robin van Persie e o médio Cesc Fabregas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.