A “ambição não falta” ao Sporting de Braga para garantir em Nápoles, na terça-feira, na última jornada do Grupo C, o apuramento para os ‘oitavos’ da Liga dos Campeões de futebol, disse hoje o treinador bracarense, Artur Jorge.

Para seguir para os oitavos de final da ‘Champions’, o Sporting de Braga tem que vencer em Nápoles por dois golos de diferença, sendo que existem ainda outros dois cenários para os minhotos: seguirem para a Liga Europa se terminarem em terceiro lugar ou serem afastados das competições europeias se caírem para a quarta e última posição (se perderem e o Union Berlim vencer, em casa, o líder Real Madrid, já apurado para a fase seguinte).

Os espanhóis somam por vitórias as cinco rondas até agora realizadas (15 pontos), sendo seguidos pelo Nápoles (sete), Sporting de Braga (quatro) e Union Berlim (dois).

Na conferência de imprensa de antevisão da partida, já em Itália, Artur Jorge garantiu que “ambição não falta”.

“Estamos no meio de um tudo ou nada, é isso que pode acontecer, mas temos tido capacidade de percebermos que temos uma possibilidade”, disse.

O técnico revelou que o que mais se tem falado no seio do grupo “é no acreditar”.

“Acreditar nas expectativas, acreditar nas ambições e acreditar nos objetivos. Estamos totalmente focados no que podemos fazer. Sabemos que partimos em desvantagem, a vantagem que o Nápoles conquistou é por ter sido mais consistente, mas ganhando igualamos essa consistência, porque fazemos os tais sete pontos que o Nápoles tem”, analisou.

Segundo Artur Jorge, o Sporting de Braga olha para cima no sentido de conseguir o apuramento, e isso passa por vencer.

Frisando olhar para a história “para a quebrar”, o treinador deixou fortes elogios a um “adversário de grande qualidade”.

“Temos duas equipas e olho para isto como sendo um contraciclo. Nos últimos cinco [jogos], vencemos quatro, o Nápoles perdeu quatro. Temos consciência de que teremos um Nápoles fortíssimo pela frente, o momento não será determinante, porque tenho a noção da realidade de uma e outra equipa. Sei o valor individual deste Nápoles, deste valor coletivo. É o campeão italiano em título. Estamos cientes das dificuldades, mas isso não nos retira ambição”, disse.

Sem Álvaro Djaló, lesionado, Artur Jorge também não pode contar com Niakaté, castigado, mas viu regressar o médio Al Musrati aos eleitos.

“Termos ficado privados do contributo do Álvaro [Djaló] apenas e só mudará a peça. O compromisso coletivo e as dinâmicas não vão ser muito alteradas. Temos plantel e temos dado resposta em relação a outras baixas. Será um bom dia para que quem não tem estado tanto possa estar e mostrar valor”, notou.

Sporting de Braga, terceiro classificado, com quatro pontos, e Nápoles, segundo, com sete, defrontam-se a partir das 20:00 de terça-feira, no Estádio Diego Armando Maradona, em Nápoles, num encontro que será arbitrado pelo esloveno Slavko Vincic.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.