O Benfica vai perdendo com o Basileia, por 0-1, em partida da última jornada do Grupo A da Liga dos Campeões. Elyounoussi (6') fez o golo dos suíços, que ainda lutam pela passagem aos oitavos de final da prova.

Rui Vitória tinha prometido dar minutos a jogadores menos utilizados frente ao Basileia, jogo que marca a despedida do Benfica das provas europeias, e cumpriu. O treinador das 'águias' operou uma revolução no onze para o embate com os suíços, sendo que, em relação ao clássico com o FC Porto, apenas Jardel e Pizzi mantiveram a titularidade.

Svilar rendeu Bruno Varela na baliza, enquanto Douglas, Eliseu e Lisandro regressaram às opções iniciais no setor defensivo. No meio-campo, o destaque vai para João Carvalho, que esta época ainda só somou 10 minutos ao serviço da equipa principal das 'águias'.

A lutar pela passagem aos oitavos de final, o Basileia chegou à vantagem logo aos seis minutos: Michael Lang avançou pelo corredor direito e cruzou tenso para o cabeceamento certeiro de Elyounoussi, sem qualquer oposição por parte de Douglas.

À semelhança do que aconteceu nos outros jogos da fase de grupos, o Benfica mostrava dificuldades em impor o seu jogo. À passagem do quarto de hora, Pizzi tentou o golo através de um remate em zona frontal, mas a bola saiu por cima da barra. Pouco depois, foi a vez de Lisandro (18') tentar a sorte: canto cobrado na direita, com o central a desviar junto ao primeiro poste. Valeu Marek Suchý, que afastou para novo canto.

A equipa de Rui Vitória começou a ganhar confiança e a pressionar junto à área do Basileia, com Jardel (20'), Diogo Gonçalves (21') e Seferovic (22) a disporem de oportunidades para restabelecer a igualdade, sem sucesso. Aos 33', Oberlin desce pela esquerda e cruza para o remate de Elyounoussi, mas Svilar defende.

Ao minuto 35, surgiu a melhor oportunidade do Benfica nesta primeira parte: boa movimentação de Seferovic na zona frontal, sem qualquer marcação, a rodar e a rematar forte, obrigando Vaclik a uma defesa apertada. Logo a seguir, um contra-ataque rápido do Basileia, conduzido por Elyounoussi, podia ter terminado no 2-0, não fosse Jardel, a antecipar-se a um passe de Steffen para Ajanji.

Aos 44', Seferovic cruzou da esquerda para Pizzi, que acabou por ser desarmado na hora do remate. Fica a ideia que o defesa do Basileia corta com o braço.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.