O triunfo de terça-feira sobre o Zenit chegou tarde para evitar o adeus do Benfica à Liga dos Campeões 2019/20, mas permitiu às 'Águias' ultrapassarem os 50 milhões de euros em prémios nas provas europeias de clubes esta temporada.

A vitória por 3-1 valeu a entrada de mais 2,7 milhões de euros aos cofres da Luz e a consequente passagem aos 16 avos-de-final da Liga Europa rendeu mais 500 mil euros. No total, os 'encarnados' já encaixaram 50,86 milhões, somando o prémio de presença na fase de grupos da prova e os prémios pelos triunfos sobre Lyon e Zenit e pelo empate em Leipzig.

A continuidade na Europa após o virar do ano abre a possibilidade de este valor subir ainda mais na segunda metade da temporada, mas dificilmente crescerá tanto como cresceria com a passagem aos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Se o Benfica tivesse ultrapassado a fase de grupos receberia, de imediato, 9,5 milhões de euros e uma eventual passagem aos quartos-de-final valeria mais 10,5 milhões.

Na Liga Europa a realidade é bem diferente. Depois dos já contabilizados 500 mil euros pela presença nos 16 avos-de-final, uma passagem aos 'oitavos' valerá mais 1,1 milhão de euros, a ida aos quartos-de-final mais 1,5 milhões, a presença nas meias-finais 2,4 milhões e uma eventual presença na final garantirá 4,5 milhões. Erguer o troféu assegurará mais 4 milhões de euros.

Ou seja, para se 'redimir' da eliminação prematura da Liga dos Campeões e compensar os 9,5 milhões de euros que deixaram de entrar nos seus cofres, o Benfica terá de, pelo menos, atingir a final da Liga Europa, que esta temporada se realiza em Gdańsk, na Polónia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.