O Benfica venceu hoje os turcos do Fenerbahçe por 1-0, graças a uma segunda parte de bom nível, na primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões de futebol, marcada por quatro empates em sete jogos.

A equipa turca, orientada pelo antigo internacional holandês Phillip Cocu, foi ao estádio da Luz com uma estratégia assumidamente defensiva, a defender com muitos jogadores atrás da linha da bola, por forma a levar um bom resultado para a segunda mão em Istambul, o que criou dificuldades ao ataque ‘encarnado’, que se debateu sempre com falta de espaços finalizar.

No entanto, o Benfica foi uma equipa mais intensa e mais agressiva na segunda parte, o que fez abalar a estrutura defensiva turca que pareceu tão sólida até ao intervalo, e acabou por ser premiado pelo golo do argentino Franco Cervi, com um remate à meia volta com um adversário pela frente, que bateu o guarda-redes Demirel, deixando este a sensação de ter sido mal batido.

Mesmo depois do golo, o Benfica foi a única equipa a procurar repetir o feito, perante um Fenerbhaçe que revelou muitas dificuldades para chegar com perigo à área de Vlachodimos, mesmo depois da entrada do ponta de lança espanhol Soldado.

O mais importante para o Benfica foi ter vencido sem ter sofrido qualquer golo, o que pode ser um detalhe decisivo para o jogo da segunda mão, na Turquia, dentro de uma semana.

Nos outros jogos da primeira mão da terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, os favoritos Ajax e Dínamo de Kiev deixaram fugir o triunfo em período de compensações em Liége, frente ao Standard, e em Praga, frente ao Slavia, respetivamente.

A equipa holandesa já ganhava por 2-0 aos 34 minutos, graças aos golos de Huntelaar e Dusan Tadic, respetivamente, mas, na segunda parte, permitiu que os belgas orientados por Michel Preud-Homme chegassem ao empate com golos do marroquino e ex-benfiquista Carcela González, aos 67, e de Renaud Edmond, aos 90+4, de penálti.

O Dínamo Kiev também sofreu o empate aos 90+5 minutos, depois de se ter adiantado no marcador aos 82, pelo esloveno Benjamin Verbic, mas ucranianos e holandeses partem para a segunda mão numa posição privilegiada.

Noutros dois jogos, os azerís do Qarabag foram surpreendidos em casa, na primeira mão, pelo bielorrussos do BATE Borisov, por 1-0, enquanto os cazaques do Astana também não tiraram partido de jogarem no seu terreno ao sofrerem uma derrota por 2-0 dos croatas do Dínamo Zagreb, que abre a porta ao ‘play-off’ de apuramento para a fase de grupos aos forasteiros.

Os suecos do Malmo surpreenderam pela negativa, ao cederem um empate a um golo em casa frente aos húngaros do MOL Vidi, o mesmo resultado que se verificou em Belgrado entre os sérvios do Estrela Vermelha e os eslovacos do Spartak Trnava.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.