Num Grupo A que inclui ainda a Juventus, vencedora por 1-0 no reduto do Maccabi Haifa (marcou Mauro Camoranesi nos descontos da primeira parte), os gauleses só precisaram de quatro jogos para contrariar a lógica.

Quando todos esperavam o apuramento de italianos e alemães, o Bordéus, campeão francês em título, assumiu-se como o melhor, vencendo com tentos de Yoann Gourcuff (37 minutos) e Marouane Chamakh (90).

Com este triunfo, o “onze” de Laurent Blanc passou a somar 10 pontos, contra oito da “Juve”, que contou hoje com Tiago de início (saiu aos 60 minutos), e quatro do Bayern de Munique, em situação muito difícil, e zero dos israelitas.

No Grupo B, uma grande surpresa esteve também para acontecer, já que, a cerca de sete minutos do final, o CSKA de Moscovo batia o Manchester United, em pleno Old Trafford, por 3-1, com tentos de Alan Dzagoev (25 minutos), do sérvio Milos Krasic (31) e de Vasili Berezutski (47).

Já sem Nani, substituído aos 58 minutos por Nani, o conjunto de Alex Ferguson chegou, no entanto, à igualdade, a três, com golos de Paul Scholes (84) e do equatoriano Luís Antonio Valência (90+2), depois de Michael Owen (29) ter marcado na primeira metade.

Desta forma, os vicecampeões europeus em título garantiram a qualificação, somando 10 pontos, contra sete do Wolfsburgo, que venceu por 3-0 no reduto do Besiktas, quatro dos russos e apenas um dos turcos.

Na Turquia, os bósnios Zvjezdan Misimovic, aos 14 minutos, e Edin Dzeko, aos 87, marcaram e voltaram a mostrar estar em forma para o “duelo” com Portugal, do “play-off” para o Mundial de 2010, enquanto, pelo meio, Christian Gentner, aos 80, apontou o outro tentos dos campeões germânicos.

No Grupo C, o AC Milan, com um golo do brasileiro Ronaldinho Gaúcho, de grande penalidade, aos 35 minutos, depois de uma mão na área de Pepe, e o Real Madrid, com um tento do francês Karim Benzema, aos 39, empataram 1-1 em San Siro e mantiveram-se empatados na frente, com sete pontos.

O problema, para ambos, é que o Marselha goleou em casa o Zurique por 6-1, com tentos de Silvan Aegerter (própria baliza), Fabrice Abriel, Mamadou Niang, Hilton, Benoit Cheyrou e Brandão, e está agora a apenas um ponto dos dois grandes favoritos ao apuramento no agrupamento.

Por seu lado, o FC Porto, vencedor por 1-0 no reduto do APOEL de Nicósia por 1-0, com um tento do colombiano Falcao (84 minutos), já está nos “oitavos”, tal como o Chelsea, que empatou 2-2 em Madrid, com o Atlético, num jogo em que o argentino Kun Aguero e o marfinense Didier Drogba “bisaram”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.