A Roma eliminou hoje surpreendentemente o FC Barcelona nos quartos de final da Liga dos Campeões em futebol, ao vencer em casa por 3-0, em encontro da segunda mão, depois do desaire em Espanha por 4-1.

O bósnio Edin Dzeko, aos seis minutos, Daniele De Rossi, aos 58, de grande penalidade, e o grego Manolas, aos 82, apontaram os tentos da formação transalpina.

No final do jogo, Sergio Busquets assumiu que a AS Roma jogou melhor e que mereceu passar à próxima fase da competição apesar de revelar que a eliminação foi um duro golpe no grupo.

"É muito triste ser afastado depois da vantagem da primeira mão [4-1]. Mas correu tudo mal e eles foram melhores do que nós durante todo o jogo. Entraram de igual para igual, precisavam dos golos, mostraram atitude e, por alguma razão, não soubemos como reagir ou como criar oportunidades", começou por dizer o jogador do Barcelona.

"Por isso, eles foram melhores em todos os aspetos esta noite. Perdemos de uma forma bastante similar na época passada e disse que não queríamos aquilo de novo. Mas tudo o que dissemos é algo vazio, pois estamos fora de uma prova na qual gostaríamos de continuar", sentenciou o médio espanhol do Barcelona.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.