Kingsley Coman, autor do golo do triunfo do Bayern na Champions, não esquece o PSG e a pátria depois do vitória dos bávaros.

"É extraordinário e uma grande honra. Estou um pouco triste pelo PSG. Eles fizeram um percurso extraordinário. É preciso respeitar o que o PSG fez. Nós tentámos sempre colocar muita pressão. Eles tentaram contra-ataques. Não sofremos golos, que era o mais importante. O PSG fez um super jogo e nós também. Foi uma bela final", referiu em declarações à RMC.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.