Depois do triunfo por 2-1 no Dragão, o FC Porto defronta esta terça-feira a Juventus, em Turim, para a segunda mão dos oitavos de final da Champions. Na antevisão à partida, Sérgio Conceição reconheceu o "poderio" do campeão italiano.

Elogios à Juventus: "Sabemos o poderio da Juventus, recuperaram alguns jogadores importantes, como o Cuadrado, o Chiellini penso que poderá jogar, o Bonucci, o Arthur, médio influente, que só custou 72 milhões à Juventus, três ou quatro vezes que todos os nossos. Mas isso não joga, são 11 contra 11, mais 5 que entram e que com certeza farão tudo para dignificar o emblema que temos ao peito. A história deste clube nesta competição é muito rica e muito grande. A Juventus esteve em finais, investiu muito para tentar ganhar a Liga dos Campeões. Vamos fazer um jogo à imagem do que somos como equipa e tentar ganhá-lo. Sabemos a dificuldade, mas vamos com tudo, com essa força para conseguir a qualificação."

Importância do jogo: "A força da Juventus tem a ver com deixar o melhor do mundo de fora e ganhar 3-1 à Lazio. São jogadores que semanalmente têm jogos de alto nível, é uma liga extremamente competitiva. A Juventus demonstra uma força incrível estão habituados a essa pressão. Temos de olhar para nós, para a nossa organização, estamos preparados para uma Juventus na máxima força, regressaram jogadores e estão frescos. Os mais utilizados e que têm jogado mais serão o Alex Sandro, o Chiesa, o Morata, que aqui teve um problema e entretanto voltou. Em termos físicos, será uma equipa fresca e nós temos de ir à luta. Com a Roma, a frente de ataque que acabou o jogo lá, foi o Hernâni, o André Pereira e o Adrian Lopez e não foi por aí que depois não acabámos por passar. Vamos demonstrar que somos um clube com história e força para passar esta eliminatória."

Regresso a Itália: "Vou fazer mais um jogo da Liga dos Campeões pelo meu clube, o que já é fantástico. É verdade que Itália foi um país importante na minha carreira, mas não passa disso. Podia falar do meu primeiro jogo oficial em Itália, que foi em Turim, e ganhámos à Juventus. Marquei o segundo golo."

Diferença entre jogar no Dragão ou em Turim: "Em casa ou fora, preparamos os jogos de forma igual. Os últimos dois jogos em casa não foram de acordo com o que queríamos, e com o nosso público podia ter sido diferente, mas para nós, em termos de preparação de jogo, é exatamente igual."

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.