Com as réplicas da goleada história que o Bayern de Munique impôs ao Barcelona na última sexta-feira ainda a serem sentidas, parece uma boa altura para recordar os jogos da prova milionária em que o marcador não parou de rodar, normalmente mais de um lado do que de outro.

Começamos pela goleada mais recente, o choque foi grande e não é para menos: O Estádio da Luz fica na história como o estádio que recebeu a maior goleada dos quartos de final da história da Liga dos Campeões. Foram 10 golos marcados, com o Bayern a vencer por seis golos de diferença. O anterior recorde de golos marcados num jogo vinha de 2007, quando o Manchester United goleou a Roma por 7-1, a mesma diferença registada na passada sexta-feira.

Olhando para a fase a eliminar completa, a vitória do Bayern não foi a vitória mais folgada: duas equipas mantêm esse registo e uma delas é precisamente o emblema de Munique.

Nos oitavos de final, o Bayern soma duas vitórias por 7-0: uma em 2012, contra o Basileia (2.ª mão) e a segunda em 2015, frente ao Shakhtar Donetsk (2.ª mão). Além dos bávaros, também o Manchester City soma uma goleada por 7-0, na segunda mão dos oitavos de final de 2019, frente ao Schalke.

Jogos da fase a eliminar com mais golos:

  • Bayern 8-2 Barcelona, 14 de agosto de 2020 (quartos de final)
  • Manchester United 7-1 Roma, 10 de abril de 2007 (quartos de final)
  • Bayern 7-0 Basileia, 13 de março de 2012 * (oitavos de final)
  • Bayern 7-0 Shakhtar Donetsk, 11 de março de 2015 * (oitavos de final)
  • Manchester City 7-0 Schalke, 12 de março de 2019 * (oitavos de final)

* vitórias com maior diferença de golos

Analisando toda a história da Liga dos Campeões as vitórias por maior diferença de golos pertencem a Liverpool (vs. Besiktas, 2007) e Real Madrid (vs. Malmö, 2015): 8-0.

Já em jogos recheados de golos, o título pertence ao Borussia Dortmund e Legia Varsóvia: em 2016, num jogo da fase de grupos, foram marcados 12 golos, com os germânicos a vencerem por 8-4. O anterior recorde pertencia a Mónaco e Deportivo, que em 2003 marcaram 11 golos numa só partida, com os monegascos a levarem a melhor por 8-3.

Mas nem só de vitórias se fazer 'barrigadas de golos': a Liga dos Campeões regista, até ao momento, quatro empates com oito golos marcados. O primeiro em 2000, com Hamburgo e Juventus a empatarem a 4-4, o mesmo resultado que se registou no Chelsea-Liverpool (2009), Bayer Leverkusen-Roma (2015) e, mais recentemente, no Chelsea-Ajax (novembro 2019).

Mais golos num jogo da Champions:

  1. 12 golos - Borussia Dortmund 8-4 Legia Varsóvia, 22 de novembro de 2016 (fase de grupos)
  2. 11 golos - Mónaco 8-2 Deportivo Corunha, 5 de novembro de 2003 (fase de grupos)
  3. 10 golos - Barcelona 2-8 Bayern, 14 de agosto de 2020 (quartos de final)

Se parece improvável que se volte a ver mais uma goleada desta magnitude na edição deste ano da Liga dos Campeões, a verdade é que a prova milionária já revelou ter muitas surpresas reservadas. Resta esperar para ver se estas listas ganham novos membros até ao próximo domingo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.