O camisola 30 assume os “medos” antes do jogo com o Lyon, que acabou por ser “revitalizador” para um grupo que ainda mantém intactas as esperanças na continuação na Liga dos Campeões. O próximo teste é já esta quarta-feira, em Telavive.

“Temos sorte pelo facto de as coisas dependerem apenas de nós. No entanto, vamos defrontar uma equipa que nos surpreendeu [o Benfica venceu 2-0 em Lisboa], apesar de termos ganho, de forma merecida. Surpreendeu-nos pela forma como jogou com a bola em sua posse, e por ter jogadores muito habilidosos. Mas as equipas actuam de forma diferente em casa e fora, portanto vai ser um teste difícil”, disse o jogador argentino ao site da UEFA.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.