"Estamos numa posição muito difícil. Somos líderes do campeonato, com quatro pontos de avanço, continuamos na Taça de Itália e na Liga dos Campeões. Estamos a viver uma situação dramática", disse José Mourinho depois da vitória, por 2-0, sobre o Rubin Kazan, que carimbou a qualificação do Inter para os oitavos-de-final da Champions.

"O Barcelona acabou em primeiro [do grupo F] com naturalidade, porque tem a melhor equipa, mas só hoje é que confirmou essa liderança", vincou o treinador do Inter, voltando às críticas de que foi alvo nas últimas semanas: "Houve algo que demorei a entender. Pensava que Itália era um país onde contavam os resultados, mas percebi que não é assim para todos. Fomos campeões na época passada; estamos em primeiro actualmente; fomos eliminados pelos campeões europeus na temporada passada; esta época apurámo-nos num grupo que tinha o campeão da Europa."

O técnico português deixou ainda elogios à equipa: "A vitória é mérito de todos, de um grupo de que soube sofrer."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.