Em 16 encontros disputados em Espanha, nunca os "dragões" tinham marcado três golos, num conjunto de jogos com saldo francamente negativo para o tetracampeão português, que perdeu 11 vezes e empatou duas.

Esta foi apenas a sua quarta vitória em competições europeias em Espanha, depois das meias-finais da Champions em 2003/04, perante o Deportivo da Corunha (1-0), um triunfo na Taça UEFA de 2000/01 sobre o Espanyol (2-0) e outro, mais longínquo, sobre o FC Barcelona (1972/73), também na Taça UEFA.

Bruno Alves, o colombiano Falcão e o brasileiro Hulk foram os autores dos golos da vitória do FC Porto, que já estava qualificado para os oitavos-de-final, juntamente com o Chelsea, vencedor do Grupo D.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.