Os franceses do Paris Saint-Germain disseram adeus à Liga dos Campeões esta terça-feira, depois da derrota frente aos ingleses do Manchester City. Na sequência de mais um falhanço dos parisienses na busca pela tão desejada orelhuda, a imprensa gaulesa atira-se a Neymar.

"O brasileiro perdeu-se por completo na meia-final. Sem inspiração, nunca pareceu capaz de elevar o jogo da sua equipa, como fez com o Bayern Munique. Dececionante", escreve o Le Parisien.

Já a revista France Football começa por questionar se "era realmente necessário fazer seis toques de cada vez que recebia a bola?"

"O Neymar revelou o seu lado obscuro diante do Manchester City, tão insuportável como possível, queria fazer tudo sozinho. À falta de Mbappé entendeu que seria a decidir o jogo. No centro do mundo a seus olhos, aborreceu os companheiros servindo-os muito raramente. O brasileiro aniquilou uma assombrosa quantidade de boas bolas. Além deste egocentrismo, um final horrível onde procurava lastimar fisicamente os citizens. Todos os parisienses se renderam. Foi levado pelas emoções, uma vez mais. Neymar foi catastrófico", acrescenta a publicação.

Enquanto o L'Équipe lembra que Neymar "tinha prometido morrer em campo", mas que acabou por "perdeu-se no jogo". "Não tanto nos confrontos, mas mais nos seus pontos fortes, onde ontem foi insuficiente. Perdas de bola, maus passes, escolhas arriscadas. Não conseguiu fazer qualquer diferença com o seu drible. Dececionante".

Recorde-se que, depois da vitória no Parque dos Príncipes na semana passada, o Manchester City voltou ontem a vencer o Paris Saint-Germain, desta vez no seu reduto, graças a um bis de Riyad Mahrez e a uma grande exibição da defesa dos 'citizens', com destaque para Rúben Dias que realizou uma enorme exibição.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.