O alegado conflito entre João Félix e Diego Simeone já não é indiferente a ninguém e agora foi Paulo futre a pronunciar-se sobre a situação que tem marcado a agenda mediática do Atlético de Madrid.

O antigo internacional português e lenda dos 'Colchoneros' confessou que esta é uma situação que o preocupa.

"Acho que há mais coisas ali. Ao início pensei que fosse um castigo, que era uma relação de pai e filho. Mas agora estou preocupado. Pensava que Félix podia ter dito algo, que não treinava, mas agora parece-me que não", explicou Futre em declarações à rádio espanhola 'Cadena SER'.

O ex-capitão da Seleção Nacional frisou ainda que é uma situação que pode estar no limite:

"A sensação é que algo se quebrou, se não metes o jogador com mais talento quando precisas de ganhar... Creio que está no limite"

Sobre o empate diante o Bayer Leverkusen, o antigo camisola 10 destacou o penálti falhado no último lance com nova referência a Félix.

"Pensei que João Félix ia pegar na bola e marcar o penálti. Não sei o que se vai passar em janeiro, mas disse-lhe que tem de dar tudo e trabalhar mais que nunca, de certeza que vai ter uma oportunidade", referiu, salientando ainda que o técnico Diego Simeone é intocável na equipa.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.