Após o triunfo sobre o FC Porto, por 3-1, conseguido com uma reviravolta no marcador, depois de os 'dragões' terem estado em vantagem e complicado bastante a vida ao Manchester City durante cerca de 60 minutos, Josep Guardila, treinador dos 'cityzens', falou da estratégia utilizada por Sérgio Conceição na abordagem ao encontro, mostrando-se surpreendido com a forma como o técnico dos azuis e brancos estruturou a sua defesa.

"Foi uma surpresa quando vimos a constituição das equipas. Falei com o Rúben [Dias] e percebemos como iam jogar. Eles tinham dois laterais-direito no banco. Linha de três? Não, jogaram com uma linha de cinco!", começou por apontar o treinador espanhol.

Guardiola sublinhou que o FC Porto procurou copiar a estratégia que o Leicester usou quando, há poucas semanas, infligiu uma derrota pesada ao City em pleno Ethiad Stadium. "Jogaram como o Leicester aqui, que nos venceu por 5-2, e quiseram fazer 'copy paste' desse sistema", presseguiu o técnico do conjunto inglês.

O catalão reconheceu as dificuldades que o FC Porto colocou à sua equipa. "Foi muito duro. Eles são muito compactos, têm jogadores muito rápidos, agressivos e comuita qualidade. São muito organizados. Têm uma mentalidade vencedora. Mas depois do 1-1 jogámos bem e a segunda parte foi excecional. Não os deixámos correr pelos corredores laterais e a qualidade individual dos nossos jogadores fez a diferença", explicou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.