Ismaily Gonçalves dos Santos chegou ao Shakhtar Donetsk em 2012/13, proveniente do SC Braga, e é hoje um dos pilares da equipa orientada por Luís Castro.

Há dois anos, o lateral brasileiro esteve em destaque na Liga dos Campeões ao marcar um golo na vitória (2-1) dos ucranianos sobre o Manchester City, na fase de grupos. Esta terça-feira, o jogador irá reencontrar a equipa de Pep Guardiola no Etihad, em duelo da quinta jornada do Grupo C.

"É a melhor lembrança que tenho porque foi o primeiro golo que marquei na Liga dos Campões. E ele foi muito importante porque passámos aos oitavos de final com essa vitória", começou por dizer o jogador à ESPN do Brasil.

Ao serviço do Shakhtar, Ismaily já conquistou 11 títulos, incluindo cinco campeonatos. A boa campanha no emblema ucraniano valeu-lhe a chamada à seleção brasileira em 2018.

"Foi um momento único e de muita felicidade. Aprendi muito e tive a oportunidade de partilhar o balneário com jogadores de renome mundial. Apesar de não ter entrado em campo, foi a realização de um sonho. O grupo recebeu-me muito bem. É um momento que vou contar aos meus netos", recordou o jogador, que mantém a esperança de ser novamente chamado por Tite.

"Qualquer pessoa sonha em defender a seleção do seu país, é o ponto alto da carreira de um jogador de futebol. Sei que isso é mais difícil por disputar um campeonato sem tanta visibilidade. Espero fazer outras boas temporadas na Champions para voltar a defender a seleção. A comissão técnica está de olho nos jogadores da Europa e ainda tenho esperança", vincou.

Recorde-se que o Shakhtar está no segundo lugar do Grupo C, com cinco pontos, em igualdade com o Dínamo Zagreb (3.º). O Manchester City lidera com 10 pontos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.