Pep Guardiola consumou ontem o quarto apuramento consecutivo do Barcelona para as meias-finais da Liga dos Campeões e já olha com entusiasmo para o anunciado confronto com o arqui-rival Real Madrid.

«Aceitamos o desafio. Vamos medir forças com um adversário fortíssimo. Temos uma sensação de paz por chegar a este nível e continuar em prova, pela terceira vez consecutiva, depois do que já tinha feito Frank Rijkaard. Os jogos com o Real Madrid, para mim, são como uma prenda», afirmou o treinador dos catalães após a vitória sobre o Shakhtar (1-0), na segunda mão dos quartos-de-final da 'Liga milionária'.

Consciente das elevadas expectativas em torno da sua equipa, Guardiola opta por elogiar o provável rival das 'meias, comandado pelo português José Mourinho.

«Esta quarta qualificação consecutiva para as meias-finais da Liga dos Campeões é um grande sucesso. O Braça nunca o tinha conseguido. É uma grande alegria. Podemos ser eliminados, mas se isso acontecer com uma grande equipa como o Real Madrid iremos aplaudir», sublinhou, sem deixar de elogiar o Shakhtar, que esta terça-feira se despediu da prova: «Sou fã absoluto do Shakhtar. Há três anos que estão a progredir. Espero não voltar a encontra-los novamente na Liga dos Campeões na próxima época.»  

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.