A Juventus, finalista da Liga dos Campeões no ano passado, deverá apresentar a sua melhor cara para eliminar o Tottenham em Londres, esta quarta-feira no jogo da segunda-mão dos oitavos-de-final da competição, após empatar 2-2 em casa, enquanto um tranquilo City recebe o Basileia (venceu 4-0 fora).

Em meados de fevereiro, em Turim, a Juventus acreditou que tinha 'colocado um pé´ na próxima fase ao apanhar-se a vencer por 2-0 no primeiro tempo, mas o Tottenham, com muito menos experiência em competições europeias, foi capaz de sair de Turim com um valioso empate.

"O Tottenham fez um grande jogo e deu uma reviravolta nas coisas. Depois de estarmos a ganhar por 2-0, paramos de jogar, mas também foi por causa da atuação do Tottenham. É uma equipa muito física e muito técnica", analisou o técnico da Juventus, Massimiliano Allegri.

Desta forma, a Juventus se vê obrigada a marcar em Wembley se quiser acabar com um recorde negativo: o clube de Turim nunca ganhou um jogo europeu em casa de um clube de Londres.

O grande perigo para a defesa da Juventus é o atacante inglês Harry Kane. O goleador dos 'Spurs' marcou na primeira-mão frente aos italianos e já soma sete golos na presente edição da Liga dos Campeões.

Depois de abandonar o estádio White Hart Lane ao final da temporada passada, o Tottenham mudou-se temporariamente para Wembley, onde leva uma série de 15 jogos de invencibilidade em todas as competições.

"Estou muito satisfeito, acredito que é uma grande sequência em casa. Podemos dizer que Wembley é nossa casa e isso é muito importante para a equipa. No ano passado, quando jogamos alguns jogos lá, tínhamos um sentimento estranho. Agora sentimo-nos bem e quando os resultados são positivos, tudo é melhor", disse o técnico do Tottenham, o argentino Mauricio Pochettino.

Já na outra partida desta quarta-feira, tudo deverá ser mais calmo. Com a Premier League praticamente no 'bolso', o Manchester City joga no seu estádio com uma vantagem de quatro golos conquistada na primeira-mão frente ao Basileia.

Será uma surpresa histórica se o clube suíço for capaz de pressionar minimamente o clube que possivelmente apresenta o futebol mais dominante da Europa na atualidade.

O City chega a este jogo da Champions depois de conquistar a Taça da Liga, o primeiro troféu do clube sob o comando do técnico espanhol Pep Guardiola.

Após vencer por 1-0 o Chelsea no último fim de semana para a Liga, Guardiola mostrou-se satisfeito com o rendimento do argentino Sergio Aguero, que procura o golo 200 na carreia com a camisola do City.

"Não é só pelos golos. Ele não perde bolas, corre para ajudar na defesa e é o primeiro a pressionar a saída de bola do adversário. Estou encantado", elogiou Guardiola.

Nos quartos-de-final da Liga dos Campeões já estão o Liverpool e o Real Madrid que eliminaram FC Porto e PSG, respetivamente.

Jogos da segunda-mão dos oitavos-de-final da Champions

- Quarta-feira:

Manchester City (ING) - Basileia (SUI) 4-0

Tottenham (ING) - Juventus (ITA) 2-2
- Terça-feira 13 de março:

Manchester United (ING) - Sevilha (ESP) 0-0

AS Roma (ITA) - Shakhtar Donetsk (UCR) 1-2

- Quarta-feira 14 de março:

Besiktas (TUR) - Bayern de Munique (ALE) 0-5

Barcelona (ESP) - Chelsea (ING) 1-1

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.