O argentino Diego Maradona atacou Sergio Ramos e acusou a UEFA de proteger o Real Madrid, onde o espanhol joga.

"O Sergio Ramos devia ser banido do futebol durante dois anos. Lesionou o Salah de propósito e a UEFA não fez nada porque é jogador do Real Madrid. Caso jogasse no Barcelona, tinham agido, mas o Real é muito poderoso...", afirmou 'El Pibe' em declarações à "Sky Sports".

Em causa, está o jogo da final da Liga dos Campeões entre Real Madrid e Liverpool em que Mohamed Salah saiu à meia-hora de jogo, lesionado no ombro depois de cair num lance com Sergio Ramos.

Na altura, o jogador do Real Madrid foi bastante criticado e acabou por se defender em tom de ironia. "Eu vi bem a jogada, ele agarra o meu braço primeiro e eu caio para o outro lado. A lesão ocorreu no braço oposto, e disseram que o segurei como se faz no judo. Depois de o guarda-redes ter dito que eu o atordoei com um embate, apenas falta o Firmino dizer que ficou com frio, porque uma gota do meu suor aterrou nele”, disse Sergio Ramos depois do jogo.

Mas o jogador acabou ainda por revelar preocupação com o colega de profissão. "Falei com o Salah através de mensagens e ele estava bem. Podia ter jogado na segunda parte se tivesse recebido uma injecção. Eu já o fiz algumas vezes, mas quando o Ramos faz algo assim, dá que falar. Não sei se é por estar no Real há tanto tempo e ganhar tantas vezes que as pessoas olham para algo assim de forma diferente."

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.