O avançado Lima considerou que vencer por quatro golos de diferença “é difícil, mas não impossível” e lembrou a eliminatória com o Sevilha e o jogo realizado na capital da Andaluzia em que o Sporting de Braga marcou quatro golos (e sofreu três), três deles de sua autoria.

“O Braga tem de entrar com a mentalidade de sempre, a procurar a vitória e fazer o melhor jogo possível. Se conseguirmos, será muito bom porque passamos a eliminatória, se não, o nosso trabalho continua. Muitos não esqueceram o jogo de Sevilha, eu particularmente, e quem sabe se eu, um companheiro meu ou a equipa não teremos outra noite iluminada?”, deixou.

À hora do jogo deverão estar temperatura negativas em Donetsk, mas o jogador brasileiro não considera que isso vá influenciar negativamente a forma de jogar dos bracarenses.

“Acho que não, é lógico que o clima de Braga não se compara com o de aqui, mas vamos procurar passar por cima disso, mostrar o nosso futebol e tentar fazer um grande jogo”, disse.

Para continuar na Champions, o Braga tem de vencer o Shakhtar por 4-0 ou vencer e esperar que o Arsenal não ganhe ao Partizan. O jogo tem lugar às 19:45 de quarta-feira e será arbitrado pelo alemão Felix Brych.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.