Declarações de Jesús Corona e Agustín Marchesín, jogadores do FC Porto, depois da vitória por 2-0 sobre o Marselha.

Marchesín

Manter a baliza  a zero: "Feliz pela vitória. É um trabalho de equipa, ter a baliza a zero é importante e estamo-nos a fortalecer nesse aspeto. Hoje tínhamos de vencer, como equipa, pelo Reinaldo Teles. Aproveito para mandar as minhas condolências à sua família. Ele merecia esta vitória".

FC Porto mais perto dos oitavos: "Sabemos que dependemos de nós. Vai ser um jogo complicado, com um adversário difícil [n.r.d. Manchster City]. Hoje também ganhámos num campo difícil, contra uma equipa que tem grandes jogadores e um treinador reconhecido a nível mundial".

Morte de Maradona: "Acho que foi difícil para todo o mundo do futebol. Para mim, como argentino, o Maradona é o melhor do mundo. Tive a sorte de o conhecer como pessoa, a humildade,... A notícia apanhou-me de surpresa. Ele estará sempre presente por tudo aquilo que representa. É uma pessoa que todos admirávamos".

Jesús Corona

Vitória importante: "Preparámos este jogo com a intenção de ganhar, como todos os jogos, é assim que é no FC Porto. Estou feliz, esta vitória era importante para nós".

Lance do 2.º golo [Lançamento rápido que dá penalti]: "Está treinado, tudo isso é treinado todos os dias, senti que devia lançar logo e deu no que deu".

Dedicatória especial: "A verdade é que é um dia muito triste para o FC Porto e para todos nós. Era importante ganhar para a família do senhor Reinaldo".
O FC Porto ficou a um ponto de assegurar o apuramento para os oitavos de final da Liga dos Campeões de futebol, ao vencer esta quarta-feira em Marselha por 2-0, em jogo do grupo C da prova. O triunfo dos 'dragões' começou a ser desenhado no final da primeira metade, através de Zaidu, aos 39 minutos, tendo Sérgio Oliveira, aos 72, na conversão de uma grande penalidade, ampliado a contagem, numa altura em que atuavam com menos um, devido à expulsão de Grujic, aos 67, por acumulação de amarelos. No momento da grande penalidade, também o Marselha ficou reduzido a 10, com a expulsão de Balerdi, que fez a falta para o 'castigo máximo'.

Concluída a quarta jornada, os 'dragões' ocupam a segunda posição do grupo C, com nove pontos, e estão agora a apenas um ponto de assegurarem a presenta nos 'oitavos', quando faltam duas jornadas para o termo desta fase. O Manchester City lidera, com 12 pontos, estando o Olympiakos, de Pedro Martins, na terceira posição, com três pontos, enquanto o Marselha, de André Villas-Boas, ainda não somou qualquer ponto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.