Maxi Pereira comentou na zona mista do Estádio do Dragão o triunfo por 5-0 diante do Leicester, admitindo que o triunfo diante do Sporting de Braga, conseguido com um golo aos 90+5', deu à equipa o impulso necessário para vencer o encontro desta quarta-feira.

"Era a resposta que as pessoas esperavam, que nós esperávamos. Não estávamos a jogar mal, mas não estávamos a converter as oportunidades de golo que criávamos. Creio que a vitória contra o Sp. Braga nos deu um empurrão anímico. Isso viu-se no jogo de hoje. A equipa estava mais confiante e concretizou as oportunidades que teve. Isso é a base de tudo", indicou Maxi.

Os 'dragões' seguem para os oitavos-de-final da Liga dos Campeões e Maxi Pereira diz que a equipa não tem preferência no que toca ao adversário.

"Era um objetivo que tínhamos desde o início, fosse em primeiro ou segundo. Hoje cumprimos o objetivo, a verdade é que estamos muito contentes. Seguir em frente na Champions é sempre bom. A equipa deu uma boa resposta e agora temos de continuar no mesmo caminho. Preferência não temos, porque as equipas que restam são todas elas muito fortes. Não há nenhum adversário acessível. Nesta competição estão os melhores e por isso é indiferente quem nos calhará", assegurou.

O lateral admitiu de seguida que a goleada por 5-0 ajuda a melhorar o nível anímico do plantel, que voltará agora atenções para o jogo com o Feirense.

"Creio que é importante porque estávamos a passar por uma fase em que não concretizávamos os golos, mesmo criando muitas oportunidades. É sempre importante marcar, para os avançados que fizeram os golos, para a confiança, para o aspeto anímico. Parece-me que hoje fizemos um grande jogo e temos de continuar no mesmo caminho, com muita humildade, e continuar a trabalhar como sempre fizemos. Os resultados não estavam a surgir, mas agora vamos continuar com a mesma humildade e pensar no próximo jogo, no domingo", salientou.

Na mesma jornada em que o FC Porto irá a Santa Maria da Feira haverá dérbi em Lisboa. O antigo lateral do Benfica, no entanto, garante não estar preocupado com o resultado desse encontro.

"Nós só temos de pensar em ganhar o nosso jogo. Jogamos antes e temos de ganhar, seja como for, para continuar na luta. Não tenho qualquer preferência, ainda falta muito campeonato. Estivemos longe e agora já estamos outra vez na luta. É importante que o FC Porto ganhe e continuar com a confiança que ganhámos nos dois últimos jogos, pensando sempre no jogo seguinte, que é o mais importante", indicou, assegurando de seguida que a equipa não está sob uma "pressão especial" por precisar de recuperar terreno para chegar ao topo da tabela.

"Quando estás numa equipa grande a pressão existe em todos os jogos. Tens sempre pressão para ganhar, porque empatando ou perdendo dás oportunidades aos rivais. Nós estamos habituados a essa pressão. Temos de nos adaptar a isto. É uma Liga muito competitiva, muito difícil, e ganha quem comete menos erros", salientou o lateral.

Para finalizar a conversa com os jornalistas, Maxi comentou o facto de a equipa estar há seis jogos sem sofrer golos: "Acho que é tão importante marcar como não sofrer golos. A base desta equipa sempre foi defender bem, não sofrer golos. Tendo em conta o nível dos avançados que temos, em qualquer momento podemos marcar".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.