O Sporting de Braga saiu com dignidade da Liga dos Campeões, mesmo com a derrota em Donetsk, por 2-0. Não fosse a má entrada na Liga dos Campeões (6-0 em Londres, com o Arsenal e 3-0 na recepção ao Shakhtar) e o percurso dos estreantes bracarense teria sido ainda mais positivo. Nos três jogos seguintes, a equipa de Domingos Paciência encarrilou e venceu o Partizan por duas vezes e o poderoso Arsenal por 2-0, o que deixou em aberto a possibilidade de seguir para os “oitavos”. Mas ganhar 4-0 na Ucrânia, frente ao líder do grupo H, era missão quase impossível.

À entrada para a última jornada, a Liga Europa já estava garantida, fruto dos nove pontos conquistados. Pontos estes que permitiram ao Sporting de Braga entrar para o lote dos melhores terceiros de sempre da Liga dos Campeões, desde o seu inicio, em 1991/92. E garantindo, assim, serem cabeças-de-série na segunda mais importante prova da UEFA.

E houve uma equipa que passou aos “oitavos” e que somou menos pontos que os minhotos: o colosso AC Milan, no Grupo G, do Real Madrid, obteve oito pontos, com uma vitória, dois empates e três derrotas.

No próximo sorteio da Liga Europa, a 17 de Dezembro, só os campeões nacionais, salvos in extremis pelo Lyon, não serão cabeças-de-série.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.